Fale conosco

O que vc está procurando?

TodaTeen

Entretenimento

Advogado que humilhou Mari Ferrer já havia intimidado outra vítima, diz site

Advogado que humilhou Mari Ferrer já havia intimidado outra vítima, diz site
Advogado que humilhou Mari Ferrer já havia intimidado outra vítima, diz site

Por conta dos detalhes divulgados da sessão de audiência de Mari Ferrer, o caso da influenciadora ganhou visibilidade na última semana. Na ocasião, foi possível ver o quão desrespeitosamente ela foi tratada. E parece que essa não foi a primeira vez que Cláudio Gastão, advogado de André de Camargo Aranha, tenha destratado uma vítima de estupro.

+ Caso Mari Ferrer: em votação unânime, Senado aprova voto de repúdio e senadora pedirá anulação da sentença
+ Não existe estupro culposo: entenda de uma vez a sentença do caso de Mariana Ferrer
+ Cultura do estupro: por que a culpa parece ser sempre da mulher?

Em entrevista divulgada pela Veja nesta sexta-feira (6), a empresária Sandra Bronzina afirmou ter sido intimidada pelo advogado em 2004. Na época, ela tinha apenas 13 anos e foi raptada por um estranho ao deixar o seu colégio em Balneário Camboriú. Ela foi vítima de estupro e o agressor só foi localizado e preso meses depois. E o advogado do réu era o mesmo que agrediu verbalmente Mari Ferrer.

“Minha mãe foi impedida de me acompanhar na audiência. Ela pediu para que eu tivesse cuidado com as palavras, porque meu estuprador era um homem endinheirado e havia contratado o melhor advogado de Santa Catarina. Tranquilizei minha mãe e disse que tinha a verdade ao meu lado. Mas, quando entrei na sala, a primeira coisa que Gastão falou para mim foi: ‘eu já vi aqui que você foi estuprada pelo seu pai antes’. Como um homem estudado olha para uma criança e diz algo desse tipo? Eu fiquei revoltada. Disse a ele que não entendia o motivo da pergunta, porque o crime cometido pelo meu pai em nada diminuía a gravidade do crime que o cliente dele havia cometido. Ele já estava querendo fazer um drama psicológico em cima da história do meu pai”, afirmou ao portal.

O agressor foi condenado, mas Sandra contou que as lembranças da audiência ficaram em sua memória por anos. Quando tinha 25 anos, ela reencontrou Cláudio em uma premiação. “Resolvi cumprimentá-lo. Na hora que cheguei, ele esticou a mão e se apresentou. Disse que o conhecia, pois ele havia defendido meu estuprador quando eu tinha 13 anos. Para minha surpresa, ele repetiu a mesma frase: ‘eu lembro de você, você já tinha sido estuprada pelo seu pai antes’. Fui ao banheiro chorar e entrei em pânico. O Gastão me ligou depois, pediu desculpas e me disse que nunca mais defendeu um estuprador após o meu caso. Como se viu na audiência da Mari Ferrer, o que ele falou para mim não era verdade. É um sujeito sem escrúpulos e com zero sensibilidade”, relatou.

A empresária ainda falou sobre a necessidade do país desenvolver um sistema mais humanizado de acolhimento às vítimas de estupro: “Isso acontece com muitas Marianas. Após o estupro, meu exame de corpo delito foi feito por um homem. Na delegacia, a psicóloga me perguntou se eu tinha sentido um orgasmo. Depois, perguntou por que eu estava chorando quando soube que o meu hímen havia sido rompido. Eu era só uma criança de 13 anos. Pessoas como o Gastão só contribuem da pior forma para esse sistema. É preciso haver um protocolo que impeça o advogado de tratar as vítimas dessa forma em casos de estupro”.

Combinação de Signos

Confira a combinação de signos para todos do zodíaco

Descubra quais signos combinam no amor, sexo, trabalho e amizade. Faça quantas combinações desejar e compartilhe!

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.