Entrevista com banda Oba Oba Samba House

Se ainda não, vai ouvir muito o som deles: Fernando, Cleber, Luciano e Leco vão conquistar o seu coração com um ritmo novo, o s...

Entrevista com Oba Oba Samba House

Se ainda não, vai ouvir muito o som deles: Fernando, Cleber, Luciano e Leco vão conquistar o seu coração com um ritmo novo, o samba eletrônico. A tt conversou com Luciano Tiso, o vocalista da banda, pra saber mais sobre essa nova pegada. Vamo nessa?

Entrevista com Oba Oba Samba House

Foto: Marcus Hermes/Divulgação

Como surgiu o Oba Oba Samba House?

A gente toca profissionalmente há dez anos, mas há um ano e meio, nós quatro nos reunimos pra fazer alguma coisa diferente, mas não sabíamos de que forma. Um dia, a gente foi passar o som antes de uma festa e encontramos um amigo nosso DJ. Ele soltou o som e começamos a brincar junto com o cavaquinho e pandeiro. Ficamos horas brincando lá e, a partir daí, passamos a focar o nosso repertório misturando samba com a música eletrônica.

O que se pode esperar do show de vocês?

Muita festa (risos). É um show pra cantar e dançar o tempo todo. Passamos por muitos estilos: internacional, reggae, sertanejo, samba raiz, axé… Tudo isso em um único som, o samba house.

Quais são os planos da banda?

A gente lançou o nosso primeiro CD e DVD agora. Estamos muito felizes com esse resultado, porque nossa música Meu Palco já está entre as dez do país. Mas já estamos pensando na gravação do segundo CD e DVD que, provavelmente, acontece no fim do ano e será lançado no meio do ano que vem!

Você tem alguma banda preferida?

Posso falar que Seu Jorge, Fundo de Quintal, Exaltasamba, Black Eyed Peas e David Guetta nos influenciam muito.

O pessoal da banda está solteiro?

A gente costuma dizer que músicos são sempre enrolados, vamos deixar no ar isso (risos)!

Que música você tocaria no Dia dos Namorados?

Tem uma música do Oba Oba Samba House que é linda e que todo mundo canta, ela vai casar certinho nesse dia, chama-se Mágica do Amor. Fica a dica, hein, galera!

Entrevista e texto: Bruna Giorgi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Próxima notícia