Fale conosco

O que vc está procurando?

TodaTeen

Entretenimento

Entrevista: IZA revela que terá documentário e com qual artista sonha colaborar!

Entrevista: IZA revela que terá documentário e com qual artista sonha colaborar!
Entrevista: IZA revela que terá documentário e com qual artista sonha colaborar!

“Não me limite que eu quero ir além”. O verso de Dona de Mim representa muito bem a personalidade da cantora e compositora carioca IZA. No clima do Festival GRLS!, onde subirá no palco no próximo Dia da Mulher (8), a cantora bateu um papo exclusivo – e incrível – com a todateen

IZA contou contou sobre alguns marcos de sua trajetória no mundo da música, falou sobre feminismo e empoderamento, e ainda trouxe uma super mensagem super importante para nossas seguidoras serem, como em seu maior hit, donas de si. 

Tudo o que você precisa saber sobre o festival GIRLS!
IZA cria batom especial para peles negras – e nós amamos!
15 mulheres incríveis que fizeram história na música

Confira o bate-papo completo!

tt: Quando foi a primeira vez que você se reconheceu como feminista? 

IZA: Eu não sei dizer a primeira vez, um episódio… Mas eu lembro que eu me dei conta de quem eu era realmente. Não é uma coisa que eu decidi ser, que falei “Vou aprender a ser”. Mas é uma coisa que eu me dei conta do que eu era quando eu comecei a ver as pessoas falando sobre isso na internet, explicando e educando as outras pessoas sobre feminismo, quando eu vi que as pessoas estavam fazendo um checklist de “o que que é ser feminista?”. Aí eu vi que me enquadrava em todas essas situações e fiquei muito feliz com isso, sabe? Porque isso não me foi ensinado verbalmente pelas mulheres da minha família, que são mulheres muito fortes e que sempre me disseram que eu podia fazer o que eu quisesse, que eu era dona da minha vida, que homem nenhum e qualquer outra pessoa, ninguém poderia me dizer o que eu poderia ou não fazer, sabe? Isso já era feminismo!

Qual mensagem você mandaria para a IZA de 15 anos?

Eu diria pra ela que ela é muito linda. Que ela não precisa ter vergonha do corpo dela, que aquilo que a sociedade coloca nos ombros dela não é responsabilidade dela e sim responsabilidade dos outros. Que a minha responsabilidade é apenas ser feliz e correr atrás dos meus sonhos, e ser uma pessoa justa. Que ninguém pode te dizer o que que você poder ser ou não. Que ninguém pode te dizer onde você pode ou não estar. E nunca tenha vergonha do seu talento, você pode fazer a diferença na vida de muitas pessoas. 

“Ninguém pode te dizer o que que você poder ser ou não. Ninguém pode te dizer onde você pode ou não estar.”

Qual dica você daria para nossas leitoras serem donas de si mesma?

É muito louco isso, né… Vocês já devem ter escutado isso, mas é a mais pura verdade, tentem entender cada palavra da frase: “Seja você mesma”. Mesmo! Até do jeitinho que você não gosta, sabe? A gente precisa começar a ser mais paciente com a gente. A gente cria expectativas e projetos na nossa cabeça de como nós deveríamos ser sem nem gastar aquele tempinho pra olhar pra dentro de si e ver quem você é, o que que você gosta de fazer, quem você quer ser, não o que os outros acham que você deve ser. É assim que você conquista o mundo.

Qual a música que você mais tem orgulho de ser sua?

Eu fico muito feliz de responder essa pergunta porque eu tenho orgulho de várias! Mas talvez duas: Pesadão e Dona de Mim! Que são músicas que trazem mensagens muito importantes e que me sinto lisonjeada. Pesadão eu ajudei a compor, e Dona de Mim foi um presente do [compositor] Arthur Marques e eu me sinto lisonjeada por poder ser intérprete dessa música, porque eu sei que essa música leva, enfim, força e encoraja milhares de meninas e meninos.

“Me sinto lisonjeada por ser intérprete de Dona de Mim, porque eu sei que essa música leva, enfim, força e encoraja milhares de meninas e meninos.”

Qual o momento da sua carreira você mais sente orgulho até agora?

Eu fico muito feliz também de responder essa pergunta, porque eu fico orgulhosa de vários momentos, assim, coisas que eu nem imaginava que iram acontecer. Mas eu vou falar do Rock In Rio, porque ainda tá passando um filme na minha cabeça… Eu tô preparando um documentário e eu tô muito ansiosa pra assistir, na verdade. Pra ver a mágica que foi juntar tanta gente talentosa e sonhando estar ali. Eu acho que existe uma comemoração muito bonita ali, que é a vitória de várias pessoas que vieram de baixo e sempre sonharam em fazer parte de um festival e que estavam ali em cima do palco. Então o Rock In Rio com certeza mudou minha forma de enxergar a minha arte, de enxergar a minha equipe, de enxergar minha profissão.

Qual é a sua parceria dos sonhos?

Minha parceria dos sonhos… enlouquecendo assim, ficando muito louca, pensando no campo da imaginação… ai gente, tanta gente! Fico pensando em tanta gente, não tenho filtro pra pensar… Eu penso uns nomes que eu tenho tanta vergonha de dizer de tão surreal que é, mas olha: Rihanna, pronto!

“Eu acho que cada vez mais a gente precisa mostrar quantas mulheres incríveis existem na música.”

E, falando sobre o Festival GRLS!, como foi ser convidada para participar de um evento como esse? 

Nossa, foi muito bacana! É um festival que reúne mulheres artistas incríveis, então isso pra mim já me deixa muito feliz de fazer parte. E eu amo cantar em festival, porque geralmente é um momento em que o público tá realmente no lugar pra consumir música e que gosta de música com diversidade, né? Artistas diferentes, porque são vários estilos musicais misturados… Então sempre é muito divertido cantar em festival, principalmente considerando que a gente vai ter lá artistas que com certeza fizeram e fazem história no pop, que é o Little Mix e a Kylie Minogue.

Qual a importância de um festival com o lineup só de mulheres?

Eu acho que cada vez mais a gente precisa mostrar quantas mulheres incríveis existem na música, porque dessa forma a gente acaba estimulando as meninas que estão começando e que estão com vergonha de começar, e que se sentem inseguras, ou que de certa forma precisam de um estímulo. Eu acho que cada vez mais quando você se vê nos lugares, você entende que você tem acesso aquele lugar, que você pode estar ali. Então é maneiro a gente estar pensando nisso, pensando em promover a igualdade mesmo, né? Quantas vezes a gente participa de festivais onde eu sou a única mulher, ou tem eu e mais uma, ou nenhuma… Já tá na hora disso mudar!

Com lineup 100% feminino o GIRLS! acontece nos dias 7 e 8 de março, no Memorial da América Latina, em São Paulo. Além de IZA, se apresentam Little Mix, Kylie Minogue, Tierra Whach, Gaby Amarantos, Linn da Quebrada, MC Tha e Mulamba.

Nos vemos lá?

Combinação de Signos

Confira a combinação de signos para todos do zodíaco

Descubra quais signos combinam no amor, sexo, trabalho e amizade. Faça quantas combinações desejar e compartilhe!