Saiba o que fazer e como lidar com a pressão ao ficar de recuperação

Para enfrentar a situação numa boa e buscar a aprovação!

Ficar de recuperação: saiba o que fazer e como lidar com a pressão
Foto: iStock

Chegou o final do período escolar e é hora de receber as notas finais. De repente, as suas foram mais baixas do que o esperado e você teve que encarar a barra que é ficar de recuperação. E agora? Como contar para os pais? Como conseguir a aprovação e lidar com toda essa pressão? Nós conversamos com uma psicóloga que deu dicas sobre como passar por isso.

Imagem relacionada

É difícil ficar de recuperação, a gente sabe.

Conte para seus pais

Por mais que seus pais sejam rígidos com você em relação aos estudos, mentir nunca é uma boa saída. E mais: se eles descobrirem, a situação pode ficar ainda pior. O melhor a se fazer é encarar a situação de frente e explicar para eles o que te levou a ficar de recuperação e o que você pretende fazer para sair dessa. Mostre que você é responsável, está focada em reverter essa situação e precisa do apoio deles.

“O adolescente já é pressionado c por causa das mudanças hormonais. Então, é importante que os pais entendam as dificuldades dessas alterações que influenciam, inclusive no comportamento.  E o diálogo é sempre a melhor saída. Uma cobrança excessiva pode afetar a saúde mental da adolescente, podendo desencadear transtorno psicológicos, como, por exemplo, ansiedade. Minha dica é: se não estiver dando conta, procure os pais para conversar e peça ajuda!”, comenta a psicóloga Lia Clerot.

Imagem relacionada

“Mãe, acredite em mim. Eu sou sua filha.”

Lide com a pressão

Além da pressão dos pais, rola também aquela comparação com amigos, irmãos ou primos. Mas, lembre-se: cada pessoa tem suas particularidades. Talvez o seu primo seja ótimo em matemática, mas você sabe dançar muito bem.  Existem diversos talentos e atividades, em algumas você será boa, em outras não. O importante é não se deixar abalar! “Tenha o foco em sua essência, em suas qualidades e em seu potencial. E se precisar, converse. O diálogo é a chave para tudo. Exponha que não se sente bem, nem confortável, com tal comparação.”, aconselha a psicóloga.

Lia lembra ainda que é importante não focar apenas nos estudos, mas também separar um tempo para o lazer e o descanso. “Concentre-se e estabeleça um tempo só para os estudos e outro para diversão! Faça as coisas com calma e se precisar peça ajuda. Quando a escola exige demais e você não tem dado conta, muitas vezes, a solução pode vir de um colega que tenha um pouco mais de facilidade ou até mesmo um professor particular. Não é saudável abdicar de amigos, família, só para estudar é preciso ter um tempo para cada coisa.”, comenta.

Resultado de imagem para gif girl chilling

“Você realmente precisa relaxar”

Tente resolver a situação com criatividade e inteligência

Não adianta ficar sofrendo e se culpando por ter ficado de recuperação, ok? A melhor forma de resolver isso é sendo prática e focando nos estudos de maneira inteligente. Atente-se à matéria em que você tirou menos nota e tem mais dificuldade. Procure ficar por dentro dos temas que mais são cobrados em provas e, se precisar, peça ajuda de um colega, do professor do colégio ou faça aulas particulares.

“Conheça seus limites. Você não será uma maquina de produtividade sempre. Se um dia você não estiver tão bem, saiba manter a calma e a organização para compensar e manter o ritmo nos estudos no dia seguinte. Como falei anteriormente, organização é tudo! Faça uma lista e estabeleça prioridades e também deixe um tempo para se divertir, estar com amigos, assistir uma série, fazer exercícios físicos e, principalmente, descansar. Uma mente cansada, não consegue absorver, trabalhar 100%.”, completa a especialista.

Resultado de imagem para gif you can girl

“Você consegue, garota”

Encare as matérias que você não gosta

Às vezes, ficar de recuperação pode ser sintoma de que você está negligenciando uma matéria. É supernormal ter uma disciplina que você não curte muito e tem mais dificuldade, mas é nessa hora que você tem que encará-la de frente. Não tem como fugir da escola, por isso, é melhor pedir ajuda do seu professor e tentar entender pelo menos o básico. Assim, você não precisa perder tempo das suas próximas férias porque ficou de recuperação, né? Pense como um investimento!

Resultado de imagem para gif study

Fazer o que, né? Ficar de recuperação sempre é que não dá!

A tal da autocobrança

A gente nem precisa dizer aqui que se cobrar demais só vai fazer mal para a sua saúde, né? É preciso aprender a lidar com os compromissos e as cobranças de maneira equilibrada. Para isso, é preciso ter momento para relaxar. Talvez praticar algum esporte ou tentar meditar pode ser uma boa saída! Veja algumas outras dicas da psicóloga Lia:


“Fazer listas, programar agendas, horários ajuda a estabelecer prioridades. É claro que vez ou outra é preciso se permitir flexível, mas isto precisa isto precisa ser a exceção e não a regra. Faça planos a longo prazo, mas estabeleça vencimentos. Mudando a forma com que enxergamos as coisas e as prioridades ajuda a diminuir a autocobrança e a ansiedade.”.

Ficar de recuperação não é o fim do mundo! Já, já, você entra de férias e pode curtir algum desses programas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Próxima notícia