Príncipe William conta o que faria caso um de seus filhos se assumisse LGBTQ+

Rei do mundo todinho

filhos de kate middleton
Foto: Reprodução

Ao que tudo indica a realeza está deixando o conservadorismo de lado! E nesse caso, ainda bem! O nosso maravilhoso futuro rei da Inglaterra fez uma visita a instituição de caridade Albert Kennedy Trust (AKT), que tem o objetivo de ajudar jovens LGBT sem apoio e resolveu falar como seria sua postura caso os filhos de Kate Middleton com ele se revelassem homoafetivos.

E se os filhos de Kate Middleton fossem gays ou lésbicas?

“Eu comecei a pensar nisso recentemente, porque alguns pais me perguntaram a mesma coisa. Acho que você realmente não começa a pensar sobre isso até ser pai e eu acho, obviamente, que absolutamente tudo bem por mim”, revelou o príncipe. Perfeito, né?

William participou de um bate-papo com um grupo de jovens que foram expulsos de casa e rejeitados por suas famílias por conta de suas sexualidades e resolveu revelar que já até chegou a falar sobre isso com Kate.

“Catherine e eu temos conversado muito para garantir que eles estejam preparados. Eu acho que comunicação é muito importante em tudo. Para ajudar a entender você tem que falar muito sobre um assunto e garantir como apoiar um ao outro e como enfrentar o processo”, afirmou

Mas, mesmo assim ele se preocupa…

“A única coisa que me preocupa, especialmente por causa das posições que meus filhos ocupam, é como isso vai ser visto e interpretado”, admitiu. “Me preocupa, não pela possibilidade deles serem gays, mas me preocupa como todos vão reagir e perceber isso e, aí, a pressão que isso faria neles.”

Segundo o Daily Mail, essa se não é a primeira vez, é uma das únicas vezes em que um membro da família real falou abertamente sobre o assunto e visitou uma organização dedicada à causa.

Mas, William já havia demonstrado o seu apoio em situações anteriores, quando, por exemplo, foi capa da revista gay “Attitude” e fez uma entrevista sobre o bullying homofóbico, bifóbico e transfóbico e como isso afeta a saúde mental das pessoas.


Não tem como não amar esse homem, né? Nos enche de orgulho!

Os comentários estão desativados.