Guilhermina Libanio fala sobre a personagem Úrsula e a gordofobia

A deusa está sendo uma inspiração para várias meninas e lacrando muito!

Guilhermina Libanio?
Foto: Brown. Montagem: Isadora Andrade

A atriz Guilhermina Libanio, que está interpretando a Úrsula em Malhação – Vidas Brasileiras, conversou com a gente sobre a oportunidade de levar à debate um tema tão importante quanto a gordofobia, as semelhanças com a personagem, a mensagem que pretende levar através dela, sua carreira, planos futuros e muito mais. Confira a entrevista com essa musa:

tt: O que você mais curte em sua personagem, a Úrsula?

Guilhermina: Eu gosto do jeito dela de levar a vida. Ela é leve, amiga, mas não deixa de dar aquelas patadas nos amigos. Ela é divertida!

tt: Como se sente representando em Malhação um problema super-real e do qual pouca gente fala a respeito, a gordofobia?

Guilhermina: Eu me sinto muito honrada por ser a pessoa que está levando esse assunto pra ser discutido. Falar sobre gordofobia é  muito importante e necessário. Principalmente na TV, onde nos vemos poucas pessoas gordas, onde as pessoas querem se ver representadas.

Coletiva ontem #VidasBrasileiras

Uma publicação compartilhada por Guilhermina Libanio (@guilherminalibanio) em

 

tt: Teve alguma cena mais difícil de gravar até agora?

Guilhermina: A cena que a Úrsula vê a pichação da Pérola no banheiro. Não foi exatamente difícil, mas foi forte. Era uma cena muito pesada. Que mexeu comigo. A equipe tava toda muito concentrada e eu também. Foi um dia especial demais, desses que não acontecem toda hora. Uma catarse!

tt: Você fez algum tipo de pesquisa/laboratório para a Úrsula?

Guilhermina: Eu utilizei muito das minhas experiências pessoais, mas também vi alguns vídeos de youtubers, comecei a seguir umas blogueiras parecidas comigo. Mudei as referências, sabe? Passei a seguir pessoas reais nas redes sociais. Amo os vídeos da Jout Jout também.

Liga a tv que daqui a pouco vai começar!!!!! #VidasBrasileiras

Uma publicação compartilhada por Guilhermina Libanio (@guilherminalibanio) em

 

tt: Hoje, a questão dos padrões têm sido mais discutida, mas acreditamos que ainda falta muito pra evoluir. Como você acha que podemos melhorar a representatividade?

Guilhermina: Botando pessoas diversas nos espaços midiáticos. Que quero ver vários tipos de pessoas sendo protagonistas de novelas/ séries e filmes. Quero ver pessoas diversas nas capas de revista e passarelas. Quero uma moda que seja acolhedora e não repressora.

tt: Qual conselho você daria pra uma garota que está sofrendo essa questão do preconceito por ser acima do peso?


Guilhermina: Calma, é difícil, mas você consegue superar isso. Amor próprio é trabalho de formiguinha, é todo dia. Muda as referências nas redes sociais, começa a procurar pessoas que sejam parecidas com você. Conserta o que tá por dentro pra poder se amar por fora. Assista uns vídeos da Jout Jout, estuda um pouco sobre o feminismo e tenha pessoas que te botam pra cima ao seu lado.

E aí, gostou da entrevista da Guilhermina Libanio? Aproveita pra ver alguns looks plus size que são lacre!

Os comentários estão desativados.

Próxima notícia