Fiquei com o seu número - Sophie Kinsella
Foto: Melina Souza

O que eu li em… Janeiro!

Confira três ótimas indicações literárias! Tem livro para todos os gostos!

Janeiro é mês de férias! Não tem como deixar de ler pelo menos um livrinho com tanto tempo vago, não é mesmo?

E foi exatamente isso que eu fiz! Entre todos os livros que li nesse mês, três se destacaram e resolvi trazer para vocês como dica de leitura 🙂

Espero que gostem!

FIQUEI COM O SEU NÚMERO

Sophie Kinsella é sinônimo de sucesso. Ela é autora do famoso chick-lit Os Delírios de Consumo de Becky Bloom, livro que já foi adaptado para o cinema! Nesse romance, Sophie explora de uma forma superengraçada como momentos ruins podem ser presságio de algo bom! A protagonista Poppy perde – no mesmo dia! – o anel de noivado (caríssimo, que está na família do noivo há séculos!) e o celular. Tem como ser pior? Mas com um toque do destino, ela acaba achando um celular corporativo no lixo e conhece Sam (gerente da empresa e “dono” do celular) que, com o tempo, acaba se tornando um grande amigo.

Depoimento da Leitora:O livro é divertidíssimo! Li em uma madrugada. Impossível não cair na gargalhada com as peripécias da Poppy e não amar o Sam! Muita ironia, espontaneidade e leveza; combinação perfeita!” – Kênnia Méleus

[saiba_mais] UMA GARRAFA NO MAR DE GAZA

Um daqueles livros pequenos, mas cheios de conteúdo, sabe? Eu adorei! Ele conta a história de Tal, uma garota de 17 anos que, após presenciar um atentado terrorista, tenta “entender” o outro lado da história. Para isso, ela pede para que seu irmão mais velho jogue uma garrafa no mar de Gaza, com uma carta e um endereço eletrônico para que a pessoa possa se corresponder com ela. Depois de um tempo, a garota recebe a resposta de um garoto misterioso apelidado de Gaza Man. A leitura do livro é superfácil, já que a maioria de suas páginas são escritas no estilo de “e-mail”, sabe? Sem contar a mensagem que ele transmite, que é demais! É incrível como a autora (Valérie Zenatti) consegue aproximar dois mundos tão distantes e nos fazer pensar que a paz é, sim, possível! O mais legal: o livro será adaptado para o cinema e logo poderemos assistir à história de Tal e Gaza Man nas telonas!

Depoimento da Leitora:A coisa mais interessante no livro é a forma superinteligente como a autora usa um romance conflituoso entre uma garota israelense e um rapaz palestino para mostrar a real (e triste) situação que atinge os dois países há tanto tempo. Você tem uma aula de história e geografia política ao mesmo tempo em que torce pelo amor dos dois protagonistas. Lindo e superútil!” – Soraia Alves

LOLA E O GAROTO DA CASA AO LADO

Quem aí é Drama Queen? Eu sou, e assumidíssima, haha! Esse livro é ótimo e a autora consegue expor a carga dramática de uma forma nada convencional: ela trata sobre temas tensos e polêmicos (como alcoolismo, por exemplo) de uma forma superleve e que te faz refletir sem precisar ler algo muito “forte”. Outro bom motivo para ler o livro tem nome e sobrenome: Cricket Bell, o “garoto da casa ao lado” da Lola. Sério, Cricket é apaixonante e aposto que todas as meninas também vão cair de amores por ele! E o mais legal: em breve tem entrevista com a Stephanie Perkins, autora de Lola e o Garoto da Casa ao Lado aqui no Ler é TDB! Fiquem ligadas!

Depoimento da Leitora: “O livro é ótimo! Os personagens são apaixonantes. A forma como Lola descreve ‘estilo’ foi uma das coisas que mais gostei no livro, afinal, por que ser sempre a mesma pessoa se podemos ser várias? Além disso, quem amou Anna e o Beijo Francês (da mesma autora) pode matar um pouco a saudade de Anna e St. Clair!” – Gabryelle Mayara

Vocês já leram algum desses livros? Conta pra mim nos comentários qual é o seu preferido!

Próxima notícia