As lições que aprendemos com os livros do Vitor Martins

Se liga só nesses romances YA cheios de ensinamentos!

As lições que aprendemos com “Quinze dias” e “Um Milhão de Finais Felizes” do Vitor Martins
Imagens: Reprodução | Montagem: Isadora Andrade

Se você gosta de livros YA que aquecem o coração e fazem a gente querer colocar os personagens em um potinho, essa lista é pra você, miga! “Quinze Dias”, lançado no ano passado, e “Um Milhão de Finais Felizes”, que chegou nas livrarias agora no meio do ano, são publicações do escritor Vitor Martins e têm tudo que a gente ama em um bom YA (Young Adult, jovem adulto em português)! Casais para shippar, dramas, cenas emocionantes… E, claro, histórias fofas que além de serem próximas da nossa realidade (ambas se passam no Brasil e são cheias de referências a músicas, filmes e séries que a gente ama!) são contadas de um jeito muito delicado e bonito.

Depois então de ler e morrer de amores por cada uma dessas histórias, nós aqui da tt decidimos contar um pouco pra vocês sobre as lições que aprendemos com “Quinze Dias” e “Um Milhão de Finais Felizes”. Pode ler sem medo que não tem spoilers! A gente só não se responsabiliza por depois você ficar doida de vontade de ler os livros, tá?

Os livros do Vitor Martins são romances LGBT e antes mesmo de saber a sinopse das histórias, a gente já pega a primeira lição daí: representatividade importa, sim! Qualquer pessoa, seja ela da raça, crença, gênero ou orientação que for, deveria se sentir representada na literatura, no cinema, na TV… Afinal, todos nós temos direito a histórias com finais felizes, não é mesmo?

Giphy

Construir a nossa autoestima é um processo demorado, mas muito importante. Felipe, de “Quinze Dias”, é um garoto gordo que tem muita dificuldade em gostar do seu corpo, especialmente pelo bullying que sofre no colégio. Ver o personagem, pouco a pouco, criar coragem para fazer coisas que fortalecem a sua autoestima inspira muito a gente!

E tudo bem que esse processo – seja para o Felipe, ou para nós – leve um tempo. O importante mesmo, miga, é que ele aconteça e faça com que a gente se veja linda do jeitinho que a gente é.

Giphy

Jonas de “Um Milhão de Finais Felizes” sonha com o dia que vai escrever um livro e por isso anota todo tipo de ideias que aparecem em um caderninho que carrega no bolso. Pois é, a inspiração pode vir mesmo de qualquer lugar! Músicas, conversas, livros, os posts aqui da tt… Tudo o que a gente ouve, lê e assiste pode servir como inspiração para um trabalho da escola, para uma mensagem que a gente quer escrever e não sabe como, e até mesmo para tomar uma decisão. O importante é estar atenta e se inspirar de coisas boas!

Giphy

A gente precisa se abrir para as possibilidades! A gente sabe que a vida não é perfeita e que vão rolar vários tropeços no meio caminho, mas se fecharmos nosso core, as coisas boas também não vão chegar, né? Felipe entra no modo pânico quando descobre que seu vizinho, por quem ele suspira há muito tempo, vai passar 15 dias hospedado na sua casa. Mas quando, aos pouquinhos, ele consegue vencer suas inseguranças e conversar com Caio, ele vê que se abrir de verdade valeu muito a pena!

Giphy

“Para as famílias que a gente escolhe” é a dedicatória com que o Vitor Martins abre “Um Milhão de Finais Felizes” e ela faz todo o sentido. Afinal, migos podem ser uma família para a gente, além da nossa família. Karina, Danilo, Beca e outros personagens incríveis das histórias do Vitor mostram a importância que BFFs têm na nossa vida, e como amizades verdadeiras devem estar ao nosso lado nos momentos bons e ruins.

Giphy

Felipe ama fazer listas e fala sério, quem não ama?! Bora fazer listas sem medo! Listas nos ajudam a ser mais organizadas e a pensar em decisões que temos que tomar com mais clareza. E verdade seja dita: não importa o tema, elas são uma delícia de escrever! A gente ama <3

Giphy

Jonas tem amigos maravilhosos que transformam uma noite de pizza e conversa em um momento inesquecível. Tudo isso porque as situações mais simples podem ser também as mais especiais se você estiver com pessoas que te amam ao seu lado. Viver grandes aventuras, viajar e alcançar objetivos são coisas incríveis, claro. Mas situações do dia a dia podem ser tão ou mais importantes quando temos as pessoas certas do nosso ladinho.

Giphy

Curtiu essas lições? Então bora ler os livros do Vitor e depois contar para a gente o que mais você aprendeu com essas histórias!

APROVEITE PARA CONHECER TAMBÉM 8 LIVROS DE ROMANCE QUE VOCÊ PRECISA LER AINDA ESSE ANO

Os comentários estão desativados.

Próxima notícia