Massacre em Suzano: estudantes relataram os momentos de pânico durante o ataque

As histórias são chocantes e emocionantes

massacre em suzano
Foto: Reprodução/Twitter

Ontem (13), por volta das 9h30, o Brasil parou e sofreu por uma cidade no interior de São Paulo. O massacre em Suzano aconteceu na Escola Estadual Raul Brasil e vitimou oito pessoas, deixando mais 11 feridas.

O tiroteio foi causado por dois jovens, de 17 e 25 anos, sendo, um deles, ex-estudante do colégio. O atentado durou cerca de 15 minutos e, além de tirar vidas, deixou muitas marcas e traumas nos sobreviventes.

CONFIRA OS RELATOS DOS JOVENS QUE SOFRERAM COM O MASSACRE EM SUZANO

“Não é bomba, é tiro”

“Parecia uns pipocos, parecia bombinha. Depois que pareceu mais barulho assim, eu falei: ‘Não, não é bomba. É tiro’. Aí apareceu um moleque saindo da diretoria com a arma na mão e todo mundo correndo; atirando em todo mundo. Uma das cenas mais fortes que eu vi foi um moleque agarrando na porta, tentando abrir a porta da sala, e o terrorista encheu ele de bala”, contou o jovem ao Jornal Nacional.

“Foi muito horrível”

“A calça da minha colega está toda cheia de sangue. Que era para acertar nela e acabou acertando no colega dela. Perto da entrada, quando a gente foi querer sair, o menino levou um tiro também, caiu perto da escada. Eles atiraram sem dizer nada. Foi muito horrível”, relatou ao Jornal Nacional uma das meninas que sobreviveram.

Salvou 50 alunos

“Nós estávamos servindo merenda e aí começou os ‘pipoco’ e as crianças entraram em pânico. Abrimos a cozinha em começamos a colocar o maior número de crianças dentro e fechamos tudo e pedimos para eles deitarem no chão. Foi muito desesperador, porque foi muito tiro, muito tiro mesmo e era muito pânico”, disse a merendeira Silmara Cristina Silva de Moraes, que ajudou a salvar cerca de 50 alunos.

Correria

“Nós falamos: ‘corre, corre’. Mas ele ficou parado, acho que ficou em choque. Quando eu olhei, ele levou dois tiros, um no peito e outro na barriga. Só peguei meu irmão e saí correndo”, disse um estudante ao R7.

Famosos lamentam massacre em Suzano

O tiroteio abalou todo mundo, inclusive os famosos.  E muitos deles se expressaram nas redes sociais.

Felipe Neto

Neymar Jr.

Maisa

Whindersson Nunes


 

Os comentários estão desativados.