Medo de ir ao ginecologista? A gente te ajuda a superar isso!

É mega normal ficar tensa na primeira consulta ao ginecologista, mas ela é total necessária!

como perder o medo de ir ao ginecologista
Foto: Shutterstock

É na adolescência em que o nosso sistema reprodutor começa a dar sinais de vida, como na primeira menstruação. Não à toa, é durante esta fase em que começamos a ter desejo sexual, o corpo muda e surgem também muitas dúvidas. Por tudo isso, é indispensável se consultar com um médico especializado no corpo feminino, mas muitas meninas têm medo de ir ao ginecologista. É o seu caso? Calma que a gente te ajuda!

Resultado de imagem para gif mia ginecologista

Até a Mia de Rebelde morria de medo de ir ao ginecologista, lembra?

O médico Augusto Bussab te ajuda a perder o medo de ir ao ginecologista:

 

A hora de ir ao médico

Embora seja comum determinar a primeira menstruação como o marco para a primeira visita ao ginecologista,  Augusto diz que não precisa ser assim. “É importante que a paciente esteja à vontade”, explica. Afinal, mais do que examinar, a primeira consulta é mais um tira-dúvidas. Portanto, nada será esclarecido se você não perguntar tudo o que sempre quis saber por medo de ir ao ginecologista. Hora de deixar a vergonha de lado!

Bate-papo

A primeira consulta é, na maioria das vezes, uma conversa. É nela que o médico explica como é o ciclo menstrual, como usar métodos contraceptivos (incluindo a camisinha e a pílula anticoncepcional), mitos e verdades sobre a primeira relação sexual e a importância de se prevenir contra a doenças sexualmente transmissíveis, as DST’s.

Resultado de imagem para ginecologista gif

Depois da primeira relação sexual, as questões costumam ser um pouco diferentes. O ginecologista Augusto Bussab conta que dúvidas quanto a pílula do dia seguinte, secreções e a relação sexual em si são mais frequentes e as pacientes perdem um pouco a vergonha do médico.

Com quem eu vou?

A melhor companhia para esse momento é a mãe, mesmo que você tenha vergonha de contar algumas coisas. O médico aconselha que o melhor a fazer é tratá-la como sua “melhor amiga”. Ainda assim, caso haja um desconforto, um acordo pode ser feito para que, em um momento da consulta, a mãe deixe a sala para que você possa tirar suas dúvidas.

Mesmo assim, é importante lembrar que, caso o ginecologista ache necessário examiná-la, é legal que sua mãe acompanhe o procedimento, principalmente se você for menor de idade! Se você não tem a mãe presente ou se ela não puder te acompanhar por algum motivo, procure a mulher adulta mais próxima de você, pode ser a sua avó, uma tia ou até mesmo uma prima mais velha.

Vou precisar tirar a roupa? E a vergonha?

Para que o médico possa te examinar, você vai precisar tirar a roupa sim. Mas não precisa ter vergonha ou se preocupar, afinal, aquele especialista já está acostumado a examinar mulheres e não vai ficar reparando em nada do seu corpo, ok? Se ele ou ela tiver alguma atitude que a deixe desconfortável, você pode contar para a sua mãe e procurar outro médico, mas nada de neura!

O médico é um homem

Resultado de imagem para mia ginecologista gif

Muitas garotas ficam com mais medo de ir ao ginecologista quando ele é homem. Se esse for o caso, peça para a sua mãe marcar a consulta com uma médica mulher. Mas lembre-se: independente de ser homem ou mulher, o médico está ali para te atender como paciente e não vai ficar reparando no seu corpo além do necessário para examiná-la, nem deve te tocar inapropriadamente.

Exames

Caso você não tenha nenhum tipo de secreção ou alteração antes da primeira relação sexual, é a partir desse momento que os exames começam a ser feitos. O mais comum no início da vida sexual é o papanicolau, que auxilia na prevenção do câncer no colo do útero e na identificação de doenças sexualmente transmissíveis como o HPV. Lembre-se de que esse exame deve ser feito todo ano depois que você der início a uma vida sexual ativa.

Além do papanicolau, é comum que o médico peça o ultrassom intravaginal (caso você não seja mais virgem) ou o ultrassom superficial, se você ainda não tiver a vida sexual ativa. O ultrassom de mamas também é necessário para que se previna possíveis tumores. Nada de deixar os exames de lado por medo de ir ao ginecologista, ok? Prevenção é tudo!

Os exames doem?

Resultado de imagem para need mom kardashians gif

Os exames ginecológicos não causam dor, mas podem ser desconfortáveis. Quanto mais medo de ir ao ginecologista você tiver, mais tensa você vai ficar e mais desconforto pode sentir. Por isso, tente ficar tranquila no dia da consulta e da realização dos exames, pensando no médico como seu amigo. A presença da sua mãe ou uma mulher adulta de sua confiança, que já tenha experiência em consultas ginecológicas, pode te ajudar a ficar mais calma.


E aí, bora deixar o medo de ir ao ginecologista de lado e se cuidar direitinho?

 Confira algumas dicas mega importantes de ginecologistas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *