Menstruação: saiba tudo sobre o assunto!

Conversamos com ginecologistas e eles responderam todinhas as nossas dúvidas!

Menstruação
Foto: Shutterstock

Será que você sabe tudo sobre menstruação? Por mais que você queira, você não vai escapar dela: chega uma hora na vida de toda garota que ela aparece uma vez por mês e fica quase uma semana na sua companhia. Para você ficar por dentro de tudo sobre o tema, a tt conversou com ginecologistas, que explicaram tudo que você sempre quis saber!

Resultado de imagem para khloe amem gif

Afinal de contas, o que é a menstruação?

A menstruação é um sangramento causado pela descamação do endométrio, o revestimento interno do útero. Todo mês a mulher se prepara para engravidar e aí ela ovula. Se esse óvulo não for fecundado (se não encontrar um espermatozóide pelo caminho), 14 dias após essa liberação, acontece o sangramento que desce pelo canal vaginal, limpando o útero para que ele se prepare novamente para um novo ciclo.

O ciclo menstrual dura em média 28 dias, mas pode variar de 25 a 45 dias de mulher para mulher e o sangramento de 3 a 8 dias. Estas variações são normais se estiverem todas dentro de um mesmo padrão, caso contrário, é melhor procurar um médico. Vale lembrar que o ciclo menstrual é muito sensível. Pode acontecer de a garota ficar estressada ou com algum outro problema de saúde e a menstruação desregular, por exemplo.

Qual a idade certa para menstruar?

Dos 9 aos 16 anos é esperado que aconteça o primeiro sangramento menstrual. Na maioria dos casos, a primeira menstruação acontece por volta dos 12 a 13 anos. Vale lembrar que, a partir daí, você já pode engravidar e por isso é mega importante ficar bem informada sobre sexo, nunca se esquecendo de usar preservativos em relações sexuais!

Resultado de imagem para condom gif

É normal que esse sangramento seja um pouco desregulado no início, afinal de contas, o corpo ainda está se desenvolvendo e se acostumando com as novas funções. Após os 15 anos a menstruação se regula. Se isto não acontecer, é interessante procurar um ginecologista para investigar se existem problemas hormonais.

Fluxo de sangue

É comum as adolescentes terem um maior fluxo menstrual. Mas se o sangramento for excessivo, do tipo que leva a pessoa à anemia e atrapalha suas atividades do dia a dia, então a garota deve procurar um médico para que ele faça um diagnóstico. O fluxo menstrual também depende de questões genéticas, por isso, converse sobre as mulheres da sua família sobre como é o ciclo delas.

Escapes

Provavelmente já aconteceu ou ainda vai acontecer com você de uma espécie de “corrimento marrom”, que na verdade é sangue menstrual, aparecer na sua calcinha fora do período da menstruação. Chamamos isso de escape e, se a mulher usa pílula, é bem comum acontecer isto nas primeiras cartelas do remédio ou quando se toma um comprimido fora do horário estipulado. Fora isso, o que é esperado é o sangue vir marrom somente nos primeiros e últimos dias do ciclo. Se os escapes forem recorrentes, comente isso com seu ginecologista.

Ai, que cólica!

A cólica é uma dor resultante da contração do útero quando ele expulsa o sangue menstrual. Ela é provocada por uma série de substâncias inflamatórias que o endométrio produz. Algumas garotas têm mais e outras menos essas substâncias, e, por isso, ocorre essa variação de intensidade da cólica. Dores nos seios também são frequentes.

Imagem relacionada

Existem diversos tipos de remédios que aliviam a cólica disponíveis no mercado e também são usados anticoncepcionais como tratamento para ela. Mas lembre-se: medicamentos devem ser usados de acordo com orientação médica. Analgésicos e anti-inflamatórios em excesso são prejudiciais à saúde e podem causar problemas gástricos e renais.

A prática de exercícios físicos também pode ajudar o útero a relaxar, por conta da liberação de endorfina que acontece durante as atividades esportivas. Se você sofre muito com dores menstruais, procure um médico e busque um tratamento adequado para o seu corpo e idade. Segundo a ginecologista Zsuzsanna Di Belle, as cólicas menstruais são normais, “mas também podem ser motivadas por doenças como endometriose, mioma e cistos ovarianos”.

A famosa TPM

A TPM (tensão pré-menstrual) acontece por conta da “queda” dos hormônios que ocorre em nosso corpo para que aconteça a menstruação. Eles desregulam algumas substâncias no cérebro que regulam o humor. Pode acontecer em intensidade variável de mulher para mulher e piora nos períodos de estresse.

“Os sintomas mais frequentes são: dor de cabeça e nas mamas, irritabilidade, melancolia e inchaço”, explica a ginecologista Ana Lúcia Beltrame. Nem toda menina tem TPM, mas é importante lembrar que atividades físicas e uma alimentação saudável fazem a diferença.

Resultado de imagem para tpm gif

Higiene Íntima durante a menstruação

Não é só a cólica que causa desconforto durante a menstruação. Às vezes, ficamos com a sensação de que estamos sujas, mas não sabemos direito quais são os cuidados que precisamos tomar com nossa higiene íntima. “A higiene íntima na época da menstruação é igual aos outros dias, apenas deve-se lavar com mais cuidado para retirar o excesso de sangue.”, esclarece Ana Lúcia.

Cuidado com os riscos!

Você já deve ter ouvido falar que, durante a menstruação, as chances de contrair doenças aumenta e isso é uma superverdade! Os cuidados nesse período vão da relação sexual à limpeza. A higiene íntima é importante para evitar a contaminação por bactérias, que pode ser facilitada pela permanência de absorventes úmidos por muito tempo. Ah, e anota aí: menstruada ou não, sexo só com camisinha!

Agora que você já sabe tudinho sobre menstruação, conheça os diferentes tipos de absorventes e escolha o melhor para você:

Consultoria: Dra. Carolina Ambrogini, médica ginecologista, obstetra e sexóloga;  Zsuzsanna Di Belle, ginecologista; Ana Lúcia Beltrame, ginecologista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Próxima notícia