Fale conosco

O que vc está procurando?

TodaTeen

Comportamento

Covid-19: médica relata a desafiadora rotina na linha de frente do combate ao coronavírus

Covid-19: médica relata a desafiadora rotina na linha de frente do combate ao coronavírus
Covid-19: médica relata a desafiadora rotina na linha de frente do combate ao coronavírus

Embora o ano tenha começado com a boa notícia da vacina finalmente podendo ser aplicada, o Brasil ainda está longe de se livrar do coronavírus. Em março, batemos o recorde de óbitos novamente, atingindo um total de duas mil mortes por dia. Em alguns estados, como São Paulo, as medidas de segurança ficaram mais rigorosas e a possibilidade de encarar mais um ano em quarentena é real.

Diante disso, a todateen conversou com Ana Paula Rodriguez, médica de São Paulo e Guarulho, que está atuando na linha de frente do coronavírus. Com apenas 25 anos, Ana se formou em 2020 e já faz plantão para cuidar dos pacientes infectados pela doença. 

Senti o desespero de ser jogada no mundo em um momento em que se precisava de jovens para ajudar no combate à pandemia. Afinal, a intenção era poupar os mais velhos e, por conta disso, eu entrei com tudo”, explica ela. 

A médica conta que sua rotina mudou completamente por conta da pandemia e de seu trabalho: ela não vê os amigos ou a família já faz um ano, e ainda tem sempre a preocupação de separar e higienizar os pertences do hospital. “Agora eu basicamente trabalho, estudo e tento manter minha terapia em dia”, desabafa.

nunca pensou em desistir?

Por ser tão nova e já estar enfrentando uma situação difícil como a pandemia, quisemos saber se Ana não pensou em desistir no meio do caminho, mas ela negou isso rapidamente.

Ser médica no meio de uma pandemia reforça ainda mais a certeza de que estou no lugar certo. Existe, sim, a frustração e a sensação de impotência diante de uma situação muito maior que a nossa capacidade de ajudar, mas tenho fé que vamos superar esse capítulo triste da nossa história”. 

Apesar disso, ela não esconde uma certa decepção em ver a quantidade de pessoas que não levam o coronavírus a sério.

Sinto como se estivéssemos apagando incêndio com copo de água em vez de irmos direto à fonte de problema. O resultado é o desgaste mental e a exaustão dos profissionais de saúde, que estão há um ano incessantemente nessa guerra sem colher resultados, já que estamos vivendo a pior fase da doença até agora. O número de óbitos está crescendo e o de vagas de UTI e enfermaria, reduzindo. Nosso sistema de Saúde não suportará muito tempo”, lamenta. 

a motivação

É óbvio que ver tantos casos graves diariamente não é fácil. Somado a isso, ainda tem o medo, a rotina diferenciada, a falta de tempo e diversos outros problemas pessoais que Ana enfrenta. Por isso, quisemos saber qual é a motivação da médica para continuar trabalhando, mesmo em um período tão perigoso. 

Saber que eu consigo fazer parte do time da saúde que está enfrentando esse triste capítulo da história mundial. Como médica do SUS, tenho orgulho de dizer que não nos demos por vencido, ainda há muito para enfrentar”.

e como lida com o medo?

Ana conta que, desde que a doença surgiu, seu maior medo é se contagiar e passá-la para os pacientes ou familiares. Agora, mesmo imunizada, ela ainda não se sente 100% segura. “Não tenho garantia de que não posso transmitir o vírus de forma assintomática ou leve. A única certeza que temos até o momento é que a vacina garante boa proteção contra as formas graves da doença”, explica ela.

uma história que marcou

Por fim, quisemos saber se ela tinha alguma história para contar, de algo que a marcou, durante esse período de trabalho. Ela relembrou um senhor que atendeu no pronto-socorro.

Ele era bem humilde e gastou o salário e as economias comprando medicações para se prevenir da doença”, relembra ela. Aqui, Ana faz uma pausa para alertar que não existe, até o momento, tratamento para prevenir a covid-19 ou suas complicações. “Ele tinha perdido a esposa e os filhos no mês anterior, e acabou falecendo durante a internação por complicações da covid. Uma família inteira se foi, assim como tantas outras que infelizmente foram destruídas”.

Combinação de Signos

Confira a combinação de signos para todos do zodíaco

Descubra quais signos combinam no amor, sexo, trabalho e amizade. Faça quantas combinações desejar e compartilhe!