Fale conosco

O que vc está procurando?

TodaTeen

Entretenimento

VMA 2021: apresentações, vencedores e tudo que bombou na web!

Crédito: Instagram/@madonna/@lilnasx/@vmas

A noite deste domingo (12) foi marcada pela 38ª edição do VMA que rolou no Barclays Center, em Nova York. Plateia? Sim! Fãs fervorosos? Também! Afinal, além de celebrar a música, o evento marcou os 40 anos de nascimento da MTV.

Surpreendendo a todos, Madonna, que recentemente comemorou suas quatro décadas de carreira, foi a grande estrela da abertura, com um discurso daqueles. “E eles disseram que não duraríamos, mas ainda estamos aqui, filhos da p*[email protected]”, exclamou a artista.

Pré-show

As apresentações começaram ainda no red carpet com o rapper Polo G que animou o público ao som de “RAPSTAR”. Na sequência, Kim Petras não deixou espaço para decepções e, com um look bem no estilo barbiezinha, trouxe o single “Future Starts Now”, com direito a um carro rosa. Chique! Olha só:

Os suecos do Swedish House Mafia também levaram um medley com os hits mais recentes colocando todo mundo para dançar!

A abertura oficial ficou por conta de nada mais, nada menos que Justin Bieber que retornou aos palcos após seis anos longe do VMAs. Os fãs foram presenteados com a performance de “Stay”, acompanhado por The Kid LAROI. E pensa que acabou? Nada disso! Ele ainda entregou tudo ao cantar “Ghost”, do álbum “Justice”.

A queridinha do momento, Olivia Rodrigo, se consagrou com alguns prêmios, em especial “Canção do Ano”, com “Drives License”, e é claro que se performou com o hino “Good 4 u”. A galera… p-i-r-o-u!

Kacey Musgraves entrou na sequência e colocou fogo no palco com “Star-Crossed”. Essa foi a primeira vez que a novata diva do country pop apresentou seu single. SAINt JHN, Latto e Twenty One Pilots se apresentaram logo depois.

Nossa “Girl from Rio”

Sim, Anitta fez história – mais uma vez! A carioca se tornou a primeira brasileira a se apresentar na premiação. Vale lembrar que, a performance fez parte de uma ação de marketing patrocinada pelo Burguer King, e foi exibida nos intervalos comerciais da MTV americana.

Eu ouvi um: ele é o momento? Lil Nas X e Jack Harlow

Espetacular! Foi assim que Lil Nas X subiu ao palco para apresentar “Industry Baby” e “Montero”. O destaque aqui fica por conta da reprodução da entrada divina de Beyoncé no Super Bowl. Sinceramente, ele é ícone do pop.

Ed Sheeran fez sua primeira performance ao vivo com o novo single “Shivers”, e apostou em algo mais leve, com voz e violão. Mais tarde foi a vez de Camila Cabello, nossa queridinha cubana. Ao som de “Don’t Go Yet” com aquela pitada brasileira que a gente ama. Rolou samba, viu?

Shwan Mendes também não ficou atrás com “Summer of Love”, e para ficar ainda mais perfeito, foi anunciado pela namoradinha! Tudo, né? Doja Cat, anfitriã soltou a voz com “Been Like This” e subiu no ar com cabos de aço. De volta ao chão, a artista performou “You Right” que, originalmente foi gravada com a participação de “The Weeknd”.

Beyoncé tá assim: ORGULHOSA!

Chlöe Bailey fez valer a pena ser afilhada da Queen B! Subiu no palco e entregou tudo com o primeiro single solo “Have Mercy”. Efeitos visuais também fizeram parte da apresentação perfeita. Grandona e sem medo, é ela.

Oi, Normani!

Mais poderosa do que nunca, Normani retornou aos palcos do VMAs com “Wild Side”. Mas, a surpresa ficou na parte final, com a entrada de Teyana Taylor. Sinceramente, as duas protagonizaram cenas quentes. Quase, mas quase mesmo… rolou beijo.

Talentosa, musa, maravilhosa, o público também contou com a apresentação de Alicia Keys, acompanhada do rapper Swae Lee. Os dois embalaram o som “Lala”, recentemente lançado. E é claro “Empire State Of Mind” também foi relembrado. Afinal, um hit é um hit, meu amor!

Ozuna, estrela latina, trouxe um ar psicodélico ao palco e encantou com muita fofura. Ursinhos dançantes fizeram parte da performance.

Convidados de honra, o Foo Fights recebeu o Global Icon Award e juntos tocaram um medley com “Learn to Fly”, “Shame Shame” e “Everlong”.

O Hip hop das antigas também teve espaço. Busta Rhymes e Spliff Star apostaram em hits como “Put Your Hands Where My Eyes Can See”, “Scenario”, “Touch It”, “Pass The Courvoisier” e “Look At Me Now”. Que repertório, né? E, para fechar com chave de ouro, Machine Gun Kelly finalizou com “Papercurts”.

Confira a lista dos vencedores:

Vídeo do ano
Lil Nas X – “Montero (Call Me By Your Name)”

Artista do ano
Justin Bieber

Música do Ano
Olivia Rodrigo – “Drivers License”

Artista Revelação
Olivia Rodrigo

Push Performance do Ano
Olivia Rodrigo – “Drivers License”

Melhor Colaboração
Doja Cat ft. SZA – “Kiss Me More”

Melhor Clipe Pop
Justin Bieber ft. Daniel Caesar, Giveon – “Peaches”

Melhor Clipe Hip-Hop
Travis Scott ft. Young Thug & M.I.A. – “Franchise”

Melhor Clipe Rock
John Mayer – “Last Train Home”

Melhor Clipe Alternativo
Machine Gun Kelly ft. Blackbear – “My Ex’s Best Friend”

Melhor Clipe Latino
Billie Eilish & ROSALÍA – “Lo Vas A Olvidar”

Melhor Clipe R&B
Bruno Mars, Anderson .Paak, Silk Sonic – “Leave the Door Open”

Melhor K-Pop
BTS – Butter

Melhor Clipe Por Uma Causa
Billie Eilish – “Your Power”

Melhor Direção
Lil Nas X – “Montero (Call Me By Your Name)” – Lil Nas X and Tanu Muino

Melhor Fotografia
Beyoncé, Blue Ivy, SAINt JHN, WizKid – “Brown Skin Girl” – Benoit Soler, Malik H. Sayeed, Mohammed Atta Ahmed, Santiago Gonzalez, Ryan Helfant

Melhor Direção de Arte
Saweetie ft. Doja Cat – “Best Friend” – Art Haynes

Melhor Efeitos Especiais
Lil Nas X – “Montero (Call Me By Your Name)” – Mathematic

Melhor Coreografia
Harry Styles – “Treat People With Kindness” – Paul Roberts

Melhor Edição
Bruno Mars, Anderson .Paak, Silk Sonic – “Leave tfsihe Door Open” – Troy Charbonnet

Melhor Grupo
BTS

Combinação de Signos

Confira a combinação de signos para todos do zodíaco

Descubra quais signos combinam no amor, sexo, trabalho e amizade. Faça quantas combinações desejar e compartilhe!

Combinação de Nomes

Todos os nomes possuem significados e juntos formam uma combinação única!

Digite nos campos abaixo e descubra nos mínimos detalhes.