Fale conosco

O que vc está procurando?

TodaTeen

Entretenimento

Bia Brumatti, de ‘O Coro’, fala sobre novos projetos: “é mágico ver as pessoas percebendo a importância da arte”

Crédito: Divugalção

Atriz, cantora, dubladora… multiartista! Aos 14 anos, Bia Brumatti vem se mostrando uma profissional de milhões. No elenco da série “O Coro: Sucesso, Aqui Vou Eu”, de Miguel Falabella da Disney Plus, ela vive Flor, e está confirmada para a segunda temporada da trama que já está em produção, em São Paulo, com ritmo acelerado de gravações.

Engana-se quem pensa que Bia começou agora, viu? Seu currículo já traz diversas experiências, como “Humoristinhas”, do Multishow, em 2017, que atuou ao lado de Eduardo Sterblitch e o espetáculo “A Noviça Rebelde”, de 2018, quando deu vida à Brigitta, contracenando com Gabriel Braga Nunes, Malu Rodrigues, Marcelo Serrado, Gotsha e Larissa Manoela.

No mesmo ano, interpretou July, no musical “Annie”, com Falabella, Ingrid Guimarães, Cleto Baccic e Sara Sarres. Em 2019, retornou aos palcos na montagem brasileira de “Escola do Rock: O Musical” e desde então não parou mais.

Agora, em 2022, Bia encara uma das fases mais felizes de sua vida ao lançar sua primeira música cover ao som de “All I Want”, de Olivia Rodrigo.

Vale lembrar que o DNA artístico está na veia da família de Bia. Para quem não sabe, ela é irmã de Guilherme Brumatti, o galã crush de Sophia Valverde, no filme “A Garota Invisível”, da Netflix.

Aproveitando o boom, a todateen bateu um papo super bacana com a atriz sobre carreira e novos projetos. Vem conferir!

Bia, conta para gente como se deu o seu primeiro contato com a arte?

Bom, o meu primeiro contato com a arte, na verdade existem vários tipos de arte, né? Mas eu vou falar arte musical, então. O Meu primeiro contanto com a arte musical, foi em “Noviça Rebelde”, onde eu fiz o papel da Brigitta e foi assim, mágico, porque eu nunca tinha vivido nada parecido, né? Eu nunca tinha subido num palco assim para me apresentar para várias pessoas. Então, foi muito incrível e é uma sensação que nada paga e nem apaga. Então eu me diverti muito e morro de saudade de estar nos palcos.

Você se recorda do seu primeiro teste de elenco? Como foi a sensação?

O meu primeiro teste de elenco foi para o programa chamado “Humoristinhas” e a sensação foi incrível. Quando eu entrei naquela sala era para gente mostrar algo de humor, né? E eu cantei a paródia do Tirulipa, do “Docinho de leite”, acho que foi em 2017, mais ou menos e eu lembro que eles amaram. Lá estava o Eduardo Sterblitch e eu sou a maior fã dele, eu fiz o programa com ele e foi uma experiência única, os laboratórios que eu fiz com ele foram maravilhosos. Todas as outras pessoas que estavam lá, elas são muito engraçadas, juro, a a energia lá, era assim, sensacional, contagiante.

Aproveitando o momento, você foi escolhida diretamente pelo Miguel Falabella, um dos principais nomes do cenário artístico no país. Em algum momento rolou insegurança, medo ou receio?

A minha história com o Miguel já é um pouquinho mais antiga né? Primeiramente eu fui escolhida por ele para fazer o Emmy, o Musical, onde eu aprendi demais. Ele é uma pessoa que eu vou levar sempre paro o resto da minha vida porque é só gratidão. Trabalhar com ele de novo, em “O Coro” está sendo excepcional. O Miguel é sempre muito carismático, muito cuidadoso, ele é muito generoso. Então se você precisar de alguma coisa, ele vai estar ali disposto a te ajudar. Sabe?

O que podemos esperar dessa segunda temporada de “O Coro”?

Vocês podem esperar muita música, muita coisa boa e ôh, muitos acontecimentos, viu? Acontecimentos muito importantes, com vários personagens. Eu não posso dar spoiler né? Mas incrível. Sério, está assim, maravilhoso. Primeira temporada já foi maravilhosa, mas essa está imperdível. Vão assistir. Assim que lançar, corre pra Disney Plus e clica aí.

Agora já estamos em um período mais ameno da pandemia e houve um aumento muito grande das pessoas em busca da arte. Você também notou a arte ganhando uma potência e uma importância ainda maior das pessoas? Se sim, de que forma?

Sim, com certeza. E eu fico muito feliz que a arte tenha mudado e tem crescido depois dessa pandemia. E eu acho que ela cresceu mais ainda com essa questão dos musicais. Né? A gente ficou praticamente dois anos parado sem musical, sem conteúdo em teatro, e quando tinha era tudo com aquele distanciamento. Agora que as coisas estão volta normal é mais mágico ainda. Tenho a sensação de que as pessoas não percebiam tamanha importância da arte e isso mudou.

Pra gente encerrar, você está entrando no cenário musical também. Como foi a escolha do cover da Olivia? Já pode adiantar alguma novidade pra gente?

Eu gravei um cover da Rodrigo porque eu a AMO muito. Ela é uma cantora excepcional e uma artista incrível. Escolhi uma música dela, porque eu queria fazer essa homenagem para ela. Na pandemia foi uma das cantoras que eu mais ouvi para falar a verdade. Quando ela lançou um álbum estava ali na minha playlist, todo dia, toda hora, a todo segundo.

E sim eu posso adiantar algumas novidades para vocês que não foi só um clipe não, viu? Tem mais alguns vindo por aí e está incrível. E eu já assisti, eu mesma chorei, olha aqui é difícil eu chorar me vendo e eu amei muito, muito, muito ficou muito bom então enfim esperem só mais um pouquinho que já eu lanço mais uma. Um beijo e muito, muito, muito obrigada.

Combinação de Signos

Confira a combinação de signos para todos do zodíaco

Descubra quais signos combinam no amor, sexo, trabalho e amizade. Faça quantas combinações desejar e compartilhe!