Fale conosco

O que vc está procurando?

Entretenimento

Remember do Lolla! 5 shows provaram que o rap dominou o festival

Crédito: Camila Cara

Quem aí já está com saudades do Lollapalooza? Nós estamos! Depois de vários adiamentos, o festival queridinho pelos brasileiros finalmente conseguiu sair do papel novamente. Apesar de relatos sobre a falta de acessibilidade no local para pessoas com deficiência (PCD’s) e preço alto na área de alimentação, o festival acabou proporcionando momentos inesquecíveis nos palcos.

Reunindo diversos artistas, o evento conseguiu trazer vários gêneros musicais em um só lugar. Não tinha como sair de mãos abanando! Teve espaço para rock, eletrônica, pop, funk e até mesmo o rap. Inclusive, nos últimos anos, o rap tem ganhado bastante espaço na indústria musical brasileira e cada vez mais novos artistas surgem emplacando hits.

No festival não tinha como ser diferente, né? Artistas do rap e do trap, sub-gênero mais frenético do estilo musical, marcaram o Lollapalooza com apresentações de fazer o público tirar os pés do chão. Para matar a saudade desses momentos, a gente reuniu cinco shows que comprovam esse mega destaque. Bora de remember? Vem conferir!

Matuê

Diretamente do Ceará, Matuê se tornou um dos trappers mais populares no Brasil aos 28 anos. Esse ano marcou a estreia do artista nos palcos do Lolla e ele entregou tudo na apresentação. “Nesse tempão todo que a gente ficou parado, o que eu mais sonhava era poder cantar para uma multidão dessa. Foi muita luta pra gente chegar até aqui. Salve o trap nacional”, discursou durante o show.

Além de cantar seus hits próprios, como “Quer Voar” e “Groupies”, ele também aproveitou o momento para homenagear o cantor Chorão, que faleceu em 2013. Matuê comoveu com um cover de “Como Tudo Deve Ser”, da banda Charlie Brow Jr., da qual o cantor fazia parte. O público simplesmente amou.

Jup do Bairro

Mais uma estreia nacional nos palcos do Lollapalooza! A cantora Jup do Bairro marcou presença no festival com um show mega emocionante. Para quem não sabe, Jup era parceira musical da Linn da Quebrada, do BBB22. Durante a apresentação, a artista mistourou diversos estilos musicais, resultando em uma performance cheia de cultura.

Rap, hardcore, poesia e até performance teatral marcaram presença nos palcos. Sem deixar de se emocionar, Jup também deixou o público comovido. Principalmente no final da apresentação, quando cantou sua canção “All You Need Is Love”. “Não poderia finalizar sem antes falar de amor, essa flor roxa que nasce no coração dos trouxas”, finalizou.

Emicida

https://twitter.com/multishow/status/1507853575090847744?s=20&t=Lp7Mk9EncmVESuhAhnYS1Q

Um dos se não o principal nomes do rap no Brasil fez presença no festival e não foi pouca. No sábado, 26, algumas horas antes da Miley Cyrus subir no Palco Onix, Emicida juntou um mar de pessoas no espaço para cantar seus maiores hits. “A Chapa é Quente”, “Todos os Olhos em Nós” e “AmarElo” foram algumas das canções na setllist.

Cheio de energia, a plateia se emocionou e gritou com as canções do rapper. Ainda por cima, a apresentação contou com participações ilustres de vários outros artistas do gênero, como Rael, Drik Barbosa e Majur. Outro ponto super bacana foram os discursos feitos por Emicida entre uma música e outra, dando destaque para o pedido do rapper ao público para não deixar de ir as urnas de eleição no final do ano.

A$AP Rocky

Como representante internacional do gênero, o festival contou com a participação do rapper A$AP Rocky. Infelizmente, ele não veio acompanhado da nossa queridíssima Rihanna, mas a gente entende que pelas condições da gravidez era até arriscado de vir, né? Agora bora falar do show…

Sabe aqueles artistas super dispostos para gritar e contagiar o público? O rapper chegou no palco cheio de energia e manteve essa vibe do começo ao fim. Com uma estrutura de palco bem simples, A$AP se mostrou como a própria atração. “Praise the Lord”, “Everyday” e vários outros grandes sucessos do rapper levaram o público a delírio. E olha que teve gente falando que esse foi o melhor show do Lolla 2022, viu?

Djonga

https://twitter.com/CanalBis/status/1508202284735512586?s=20&t=Lp7Mk9EncmVESuhAhnYS1Q

Sem nem parar para respirar, Djonga chegou chegando no palco do Lolla! O rapper contou até com um corpo de dançarinos de dançarinos para entregar um espetáculo completo e contagiante. Toda a performance provou que o rapper é um dos maiores de sua geração. Vale mencionar que em menos de dez anos de carreira, Djonga já tem cinco álbuns lançados, conquista bem rara para artistas brasileiros em tão pouco tempo.

No palco, o rapper cantou “Ladrão”, “Leal”, “Ufa” e muitos outros de seus sucessos se entregando de corpo e alma, literalmente. Durante um momento do show, Djonga desceu do palco e foi para o meio da galera, abrindo uma roda no meio do público. Que presença!

Mais notícias para você

Entretenimento

Cantor confirmou apresentação única no Rio de Janeiro em maio

Entretenimento

Cantora também esclareceu linha do tempo do relacionamento com o rapper

Entretenimento

Nesta terça-feira (9), o primeiro CD lançado no Brasil completa 38 anos

Entretenimento

"Hit Me Hard and Soft" terá estratégia especial para combater as mudanças climáticas