Fale conosco

O que vc está procurando?

Busca

Entretenimento

Taylor Swift nega acusações de plágio: “escrita por mim”

Em 2017, a cantora foi acusada de plágio pelos compositores Sean Hall e Nathan Butler. Os dois alegam que “Shake It Off” possui trechos copiados da música “Playas Gon’ Play”, de 2001.

Taylor Swfit nega acusações de plágio
Taylor Swfit nega acusações de plágio - Crédito: Instagram/@taylornation

Desde 2017, Taylor Swift tem o nome envolvido em acusações de plágio pela música “Shake It Off”. O processo foi iniciado pelos compositores Sean Hall e Nathan Butler. Os dois alegam que o hit possui trechos copiados da música “Playas Gon’ Play”, de 2001, escrita para o grupo 3LW.

Na última semana, a batalha teve atualizações e Taylor apresentou novos documentos em sua defesa ao tribunal nesta segunda-feira, 8. “Na composição eu me baseei em parte nas experiências na minha vida e, em particular, no implacável julgamento público da minha vida pessoal, reportagens no estilo ‘clickbait’, manipulação pública e outras formas de crítica pessoal negativa que aprendi que só precisava sacudir e focar na minha música”, declarou.

Acusações de plágio por “Shake It Off”

“Players gonna play, play, play, play, play / And the haters gonna hate, hate, hate, hate, hate”! Já temos essa letra decorada, né? A princípio, o bordão está sendo apontado como plágio. Nos Estados Unidos, as expressões “haters gonna hate’ (odiadores irão odiar) ou ‘players gonna play’ (jogadores irão jogar) são super populares.

Confira o vídeo:

Há cinco anos, o processo permanece aberto e já recebeu diversas moções, sem chegar a um julgamento final. Em 2018, o juiz alegou que o trecho era muito “banal” para ter direitos autorais. Já em dezembro do ano passado, o grupo 3LW recorreu a corte novamente e justiça determinou que o caso será decidido por um júri.

Desde o início, Taylor e sua equipe afirmaram que ela nunca havia escutado a canção composta por Sean e Nathan antes da acusação. Inclusive, trouxeram evidências de músicas escritas por outros autores, que também continham as frases apontadas.

“Eu me lembro de ouvir frases sobre ‘players gonna play’ e ‘haters gonna hate’ ditas por crianças que frequentavam a escola em Wyomissing Hills e no ensino médio em Hendersonville”. Essas frases eram parecidas com outros ditados comumente usados ​​como: ‘não odeie o jogador, odeie o jogo’, ‘tome uma pílula gelada’ e ‘diga, não borrife’”, completou.

Mais notícias para você

Entretenimento

Vem entender essa briga que movimentou o mundo do rap nas últimas semanas

Entretenimento

Final do campeonato de futebol americano acontece neste domingo (11)

Entretenimento

Usher se apresenta neste domingo (11)

Música

'Modo Xuxa', de Gloria Groove, estreia na próxima quinta-feira (08)